Uma pergunta que me fazem frequentemente é: “Quantas vezes devo postar no LinkedIn?” Minha resposta costumava ser: “Uma vez por dia.”. Mas agora, enfatizo: “Só quando você tem algo valioso para postar.”

 Pense em como você se envolve com seu feed de notícias. Você lê, comenta ou compartilha tudo o que vê? Claro que não! Você interage apenas com as postagens que capturam sua atenção e com as quais você se conecta ou que fazem mais sentido pela sua profissão e área de atuação.

Aposto que você “pula” postagens de uma pessoa que posta várias vezes por dia, especialmente se você não tem uma grande rede. Com um tamanho de rede menor, é muito mais fácil para uma única pessoa “inundar” seu feed de notícias. Lembre-se: a exposição excessiva no LinkedIn pode matar o engajamento.

Mas qual é a sua reação quando você vê um post de alguém que respeita, que publica apenas conteúdo valiosos, inspiradoras e educacionais, e não exagera?

Você provavelmente gosta de ler, e talvez até se envolva com o conteúdo dessa pessoa. É assim que você quer que as pessoas se sintam sobre suas postagens, certo?

Se você adotar a estratégia de “menos é mais” ou – melhor ainda – “qualidade sobre quantidade” e oferecer postagens mais “carnudas”, mais valiosas e perspicazes, seus seguidores no LinkedIn (ou em outras redes) irão ter uma maior consideração por você – e provavelmente vão valorizá-lo mais.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

MAS CUIDADO: Se você estiver constantemente postando conteúdos de baixa qualidade e recebendo pouco ou nenhum engajamento, você vai notar que suas postagens seguintes serão cada vez menos visíveis para sua rede.

Pelos testes que tenho feito, é visível que o algoritmo do LinkedIn continua ficando mais inteligente. Quando vê que as pessoas não se envolvem com suas postagens, ele as mostra para cada vez menos pessoas em sua rede.

Como mencionei acima, eu costumava recomendar postagem uma vez por dia. Agora, eu recomendo postar somente quando você está inspirado(a) para criar um post de qualidade. Caso contrário, você pode ser penalizado(a) por isso.

Siga este conselho mesmo que isso signifique postar apenas 2-3 vezes por semana. Menos é mais. É um conceito que você precisa incorporar em sua estratégia de conteúdo do LinkedIn. A menos que você esteja preparado para criar um post realmente rico, útil e convincente todos os dias. Neste caso, vá em frente e publique! 


Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Seja real, seja autenticamente você 

           Quando digo “real”não quero dizer excesso de compartilhamento e postagens, ok? Deixe aquelas confissões mais íntimas e dramáticas sem relação com sua carreira ou negócios para o Facebook, e as manifestações políticas mais acaloradas para o Twitter. O que estou dizendo é: “Seja você mesmo”.

           Quando você está construindo um perfil de relacionamentos profissionais on-line, seu maior ativo (ou obstáculo) é você mesmo(a). As pessoas certas, seus clientes ideais, irão “gravitar” em sua direção e ao seu estilo se eles puderem ver o(a) genuíno(a) você.

           A verdade é que as pessoas podem identificar uma farsa “a quilômetros de distância”, especialmente em vídeos onde as pessoas estão usando uma persona muitas vezes semelhante a um apresentador de game show super animado. Seja caloroso(a). Seja envolvente. Seja real. Mas seja você.

 Postar com um propósito

           Quando você postar, faça-se estas perguntas:

1.     Eu tenho um objetivo em mente?

2.     O que eu quero que essa postagem alcance?

3.     Eu estou fornecendo valor e insights ricos?

4.     Que problema ou desafio eu estou resolvendo para meus clientes ideais? Estou ajudando alguém?

5.     Isso constrói minha marca e aumenta minha autoridade em minha área?

6.     Se eu vi este post no seu feed de notícias, gostaria de comentar ou compartilhá-lo?

Cada postagem deve resolver um desafio para o seu cliente ideal e ter um resultado desejado atrelado a ele.

Criar essa estrutura para sua estratégia de conteúdo no LinkedIn garantirá que você sempre pense no seu público, nas maneiras que você pode ajudá-lo e ações que você deseja que ele tome.

 Se você não está postando com propósito, você está apenas gritando no vazio e colaborando com o barulho. Em vez disso, faça valer seus esforços e colha as recompensas.

Engaje mostrando sua expertise 

           Lembra-se do velho ditado “o interessado é interessante”? Ele é tão verdadeiro quando você tem uma conversa na vida real como também é quando você tem uma conversa no mundo virtual.

           Engajar-se em conversas no LinkedIn é fundamental para construir relacionamentos e estabelecer confiança. Mas ninguém gosta de um falastrão ou “sabe-tudo”. Não seja essa pessoa!

           Muitas pessoas gastam seu tempo falando sobre si mesmas ou comentando sobre as postagens dos outros simplesmente para mostrar às pessoas como elas são inteligentes. Isto é um erro!

           Observe o tom da conversa que você deseja participar e adapte seus comentários conforme essa. Fale com as pessoas usando a linguagem que elas usam e – o mais importante –, faça-lhes perguntas sobre si mesmas ou sobre seus negócios.

 Descubra quais são seus principais desafios. Mostre a elas que você está interessado(a) em ajudá-las a serem bem sucedidas. Envolva-se de forma inteligente e estrategicamente, demonstre quem é você e no que acredita. E no final do dia lembre-se: é tudo sobre o outro, não é sobre você.

Isso não é brincadeira! 

           Estamos falando sobre algumas técnicas de construção autoridade e reputação profissional online, mas não vejo problema em ser leve e divertido(a), quando apropriado. Acredito que também é importante ser amigável (pois isso é fundamental para construir confiança), mas não tente ser engraçado ou divertido o tempo todo.

           Nessa negociação, você precisa mostrar às pessoas que você leva os negócios e o sucesso a sério – o seu e o delas. Faça com que as pessoas te conheçam melhor sem deixar de mostrar seu valor e pontos fortes. Trate o LinkedIn como uma extensão de um ambiente de trabalho profissional da vida real.

           Antes de fazer uma piada, pergunte a si mesmo se você compartilharia isso no escritório na frente de seu chefe/líder ou dos seus clientes. E, claro, qual seria o objetivo exato dessa piada, no seu perfil doo LinkedIn, por exemplo. Mantenha sempre uma personalidade profissional, e deixe claro que o sucesso do seu cliente vem em primeiro lugar.

Use hashtags #estrategicamente 

           O objetivo de incluir hashtags é ser encontrado na pesquisa. Infelizmente, o uso de hashtags tornou-se generalizado em posts do LinkedIn.

           Suas hashtags extremamente detalhadas, engraçadas ou de marca não são as que as pessoas estão procurando ou seguindo, tornando-as um completo desperdício. E o mais importante: eles fazem sua postagem parecer spam ou que você seja um(a) desesperado(a).

           Pesquise sempre uma hashtag antes de usá-la para ter certeza de que é uma hashtag comumente seguida no LinkedIn. Você pode fazer isso digitando a hashtag na caixa de pesquisa avançada.

           Nos resultados, clique na caixa com a hashtag que você está pesquisando. Você será levado para essa página, assim você pode ver o número de pessoas que a seguem. Por exemplo, se eu procurar por uma hashtag mais geral, como “#linkedin”, posso ver que é muito popular.

           Mesmo que uma hashtag seja popular, você nunca deve adicioná-la a menos que se aplique ao tópico da sua postagem. Hashtags irrelevantes irritam as pessoas, e o algoritmo de pesquisa do LinkedIn irá penalizá-lo por isso.

           Também é importante limitar suas hashtags a duas ou três por postagem. Lembre-se, aqui não é Instagram ou Twitter.

Por que você está postando isso?

           O conteúdo pode ser importante, mas perde sua relevância sem um contexto claro. O engajamento despencará quando você compartilhar conteúdo que não forneça contexto.

           Mas o que eu quero dizer com “contexto”? Diga ao seu público porquê sua postagem é relevante para ele. E o mais importante: diga-lhe como ele vai resolver um de seus principais desafios. Por quê?

           Porque você precisa dar às pessoas uma razão para prestar atenção e se envolver. Seu público vê tudo em seus feeds de notícias com uma mentalidade “O que eu tenho isso?”. Como sua postagem vai ajudá-los a resolver um de seus problemas?

           Inclua sua opinião ou perspectiva sobre o conteúdo. Faça isso e isso resultará em mais engajamento. Lembre-se que qualquer um pode compartilhar um link. Seus clientes ideais querem saber o que você pensa sobre isso. Ignorar esses erros de estratégia de conteúdo no LinkedIn faz você parecer desesperado(a).

           Imagine como será quando sua rede no LinkedIn e clientes ideais pararem de ignorar suas postagens e, em vez disso, começarem a ler e se envolver com você, ansiosos pela sua próxima postagem!

           Não seria ótimo se muito mais pessoas começassem a ver suas postagens porque o algoritmo do LinkedIn agora considera suas postagens dignas e assim começasse a mostrá-las mais?

           Você pode ter usado algumas dessas táticas ruins, fazendo você parecer desesperado(a) sem saber, mas agora que você sabe, você pode resolver este problema com facilidade. Siga a estratégia de conteúdo do LinkedIn estabelecida neste artigo, e você irá fortalecer passo-a-passo, dia após dia, sua reputação, obterá mais visualizações e verá mais engajamento. É uma questão de manter a constância e o foco. Desafiador, eu sei.

           E se você realmente quer aumentar o seu jogo de conteúdo no LinkedIn, pense estrategicamente em cada postagem. Tenha um objetivo e um propósito para cada um. Passe alguns minutos extras escrevendo sua postagem para ter certeza de que ela agrega valor. E crie postagens que eduquem ou inspirem e – o mais importante! – que falem sobre (ou resolvam) os problemas mentais de seus potenciais clientes.

           Se você gostou desse artigo comente qual insight foi mais importante e compartilhe com quem pode se beneficiar dessas dicas.

Me chamo Vivian Lopes, sou mãe, jornalista, especialista em LinkedIn Marketing e empreendedora desde 2016.

Há cinco anos descobri minha paixão pelo marketing de conteúdo e pela inovação. Já trabalhei como relações públicas e coordenadora de comunicação para empresas de tecnologia, inovação e RH.

Conecto pontos e construo pontes entre seu potencial e sua jornada profissional.

Hoje ajudo líderes e especialistas a se posicionarem como unidade de negócio, e produzirem conteúdo aqui no #LinkedIn, plataforma que sou fã de carteirinha.

*CONVITE PARA VOCÊ – Participe do meu canal no Telegram LinkedIn Business